domingo, 6 de março de 2011

Porque as pessoas se afastam?

No artigo de hoje resolvi começar a tradução de um podcast feito por John Dehlin em seu blog "Mormon Stories" ou em português, Estórias Mórmons. Aonde ele cita alguns dos problemas que eventualmente enfrentamos como membros de se deparar o afastamento de parentes, amigos ou conhecidos da Igreja através de por exemplo informaçòes encontradas através de mídias e ou conversas relacionadas a história da Igreja SUD e com sugestões de como poderíamos ajudar estas pessoas de modo mais adequado ou seguindo o exemplo de Cristo como ensinado nas escrituras. Espero que este artigo possa de alguma forma ser válido ajudar a compreender um pouco mais outros que passam por uma crise de fé. Sem mais delongas o artigo em questão numa série de 3 partes.

Olá e bem vindo ao meu primeiro podcast de vídeo de conteúdo mórmon chamado “Porque as pessoas se afastam da Igreja SUD e o que a família/ amigos/ comunidade pode fazer para ajudar”


Meu nome é John Dehlin, eu sou a quinta geração de mórmons, sou parente de Erza Taft Benson, sendo seu primo distante.

Nasci no convênio, tenho 36 anos de idade, ainda sou membro ativo na Igreja

Servi minha missão de tempo integral na Guatemala, e também por quatro meses no Arizona, fui Líder de Zona em ambas as missões.
Me casei no templo de Washington DC, tenho quatro filhos. Atualmente estou servindo na Ala Norte de Logan, Utah como instrutor do Quórum de Élderes. Também fui professor do Seminário diário.

Creio ser importante começar esta apresentação dizendo-lhes que este trabalho não vem de anti-mórmons, ex-mórmons ou de alguém que esteja inativo na Igreja, pois alguns já fui acusado de ser um lobo em pele de cordeiro, mas quero que fique registrado que eu sou um membro ativo da Igreja dedicado em tornar a Igreja um lugar melhor fazendo minha parte como indivíduo.

A cada ano, milhares de membros dedicados da Igreja SUD se afastam ou se tornam inativos e você pode querer pensar que são apenas membros recém-convertidos que se afastam, mas a verdade é que, muitas das pessoas que eu conheço são como eu, a quinta ou sexta geração de membros, descendentes de líderes proeminentes da Igreja aonde incluem-se Brighan Young e Joseph Smith, muitos deles são missionários retornados casados no Templo que tem famílias grandes. Este é o tipo de gente de muitos que se afastam a cada ano especialmente por razões históricas ou doutrinárias.
Num recente artigo do Jornal “Salt Lake Tribune” demonstra publicamente algo que posso confirmar dos círculos de pessoas que tenho tido a oportunidade de conhecer já algum tempo que é:

Basicamente 2/3 dos membros da Igreja estão inativos, então 4-5 milhões de membros da Igreja são ativos contra 7-8 milhões inativos, de fato eles dizem que destes 2/3 eles não sabem aonde estão ou estas pessoas não se consideram como mórmons, eles foram batizados e imediatamente se afastaram. Logo vemos que apenas cerca de 2/5 deste total de membros são ativos e começamos a pensar que existem muito mais mórmons inativos que ativos dentro e fora de Utah.

Daí é muito fácil começar a julgar essas pessoas que se afastaram em dizendo que eles são:

• Pecadores, que eles cometeram ou querem cometer algum pecado, só querem beber álcool ou fornicar, usar drogas, etc.

• Fracos, talvez foram menos valentes na pré-existência

• Pararam de ir ao Templo, ou ler as escrituras, então por isso caíram

• Internet

• Literatura anti-mórmon, começaram a ler, perderam o Espírito e se afastaram

Mas na verdade, algumas vezes pode ser isso mesmo mas em muitas outras vezes estas razões não são os principais motivos que estas pessoas se afastaram da Igreja e de fato para aqueles que tiveram sérios problemas com a Igreja, estas suposiçُes podem ser muito doloridas ou soar como insulto quando utilizadas como tentativas de explicar sua inatividade ou desafeto com a Igreja.

Agora gostaria de tomar algum tempo respondendo a questão:

Porque alguém se afastaria da Igreja SUD?

Se você realmente quer ajudá-los, os ama, é seu amigo, quer tratá-lo da maneira como Cristo trataria, você tem que saber o que eles estão pensando ou sentindo. Você certamente não pode ser amigos deles/ alcançá-los/ ajudá-los se você não os entende. Por isso o motivo de parte desta apresentaçمo é para lhe dar uma idéia de seu modo de pensar do porque as pessoas se afastam.

Eis como acontece.

Vou começar a listar e destacar alguns pontos controversos ou desagradáveis aspectos do mormonismo e antes quero lhe avisar que a única razão que estou trazendo estas questões não é o de expô-lo a coisas perigosas, mas se você quer ajudar a estas pessoas você tem que saber aonde eles estão, o que as trouxe a este lugar, então você poderá trabalhar, conversar com elas ou amá-las através de entender de onde elas vêm.

De acordo com minha experiência, normalmente acontece nos seguintes momentos:

Momentos importantes de questionamento sobre o mormonismo

• São chamados como professores do Seminário/ Instituto ou intrutor do Evangelho ou Doutrina, este é o meu caso. De repente fui chamado como professor e quis ser melhor instruído e então começei a me aprofundar na história mórmon

• Outros estão assistindo a algum programa de TV qualquer e de repente mencionam os mórmons de uma certa maneira que não estão acostumados

• Talvez uma noticia na mídia envolvendo mormonismo que pareça controverso e então se começa a pensar e questionar

• Algum artigo ou revista sobre o mormonismo o qual os membros não estão familiarizados

• Algum familiar ou amigo próximo dizendo que estão se afastando da Igreja pode ser bem chocante

• Literatura anti-mórmon, outro óbvio agente motor de um afastamento.

Mas há sempre alguns outros que saem com a explicação de buscar mais conhecimento e entendimento, que é feito não com a intenção de sair de vez, mas o de entender como ser um membro melhor, de entrar numa busca interna pela verdade e sabedoria e através das minhas experiências vejo que tudo começa assim.

(continua)

3 comments:

Antônio Trevisan Teixeira disse...

A apresentação de John Dehlin é muito interessante e propões um outro olhar para a questão. Obrigado ao Flauber pela tradução. Esperando pela sequência :]

Antônio Trevisan Teixeira disse...

P.S.: bela imagem ilustrando o artigo

rank rangel disse...

gostei de ler e busco muitos mais sabedoria e pra falar a verdade posso garantir que nem sempre os que os homens fazem aqui na terra nao é a vontade realmente de DEUS mais sim a vontade deles se achando poderosos como lideres querendo julgar as pessoas sem realmente ter a caridadade de cristo que deveriam ter, veja meus videos youtube rankrangel adoro cantar mais estou afastado da igreja que uma pena pois sei de meu pontencial e como gostaria de ajudar o proximo.

Postar um comentário